A ação dos laboratórios constituídos na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) foi a base para a estruturação do PPGAU e, até hoje, são esses laboratórios que garantem o fluxo de pesquisa no programa com a participação de docentes, discentes de graduação (iniciação científica e voluntários) em articulação com os discentes do PPGAU UFPa. O Programa abriga os seis laboratórios criados pelos professores da FAU que compuseram originalmente o quadro de professores permanentes do Programa, e que dão suporte para atividades de ensino, pesquisa e extensão da graduação e da pós-graduação em sub-áreas do campo disciplinar da Arquitetura e Urbanismo, a saber: • Laboratório Cidades na Amazônia – LABCAM (urbanismo) • Laboratório de Desenvolvimento e Análise do Espaço Construído – LADEC (conforto ambiental) • Laboratório de Historiografia da Arquitetura e Cultura Arquitetônica – LAHCA (historiografia) • Laboratório Espaço e Desenvolvimento Humano – LEDH (projeto) • Laboratório de Conservação e Restauro – LACORE (restauração) • Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural – LAMEMO (memória e etnografia)  Laboratório de Tecnologia das Construções - LABTEC (Tecnologia)

A composição do corpo docente do PPGAU demandou a colaboração de pesquisadores baseados em outras unidades e vinculados a outros laboratórios, que passaram a apoiar os discentes do programa no desenvolvimento de suas pesquisas, dos quais quatro continuam dando suporte às pesquisas desenvolvidas no âmbito do PPGAU: o Laboratório de Acústica (Faculdade de Engenharia Mecânica), o CEAMAZON (Lab. de Sistemas Avançados; Lab. de Conforto Ambiental; Lab. de Qualidade de Energia e Eficiência Energética; Lab. de Qualidade da Energia Elétrica), o Laboratório de Arqueologia e História (Museu Emílio Goeldi), e o Laboratório de Caracterização Mineral (Instituto de Geociências). Além desses dez laboratórios está em estruturação o Laboratório de Tecnologia das Construções - LATEC (na FAU), que dará apoio ao ensino de graduação e às atividades da pós-graduação na área de materiais e sistemas construtivos. Os laboratórios viabilizam o espaço físico e o acesso a equipamentos nas diversas áreas de pesquisa, mas não são células que encerram a atuação dos pesquisadores. Historicamente pesquisas foram desenvolvidas articulando dois ou mais laboratórios (ex: projetos aprovados em edital universal de 2011, com participação do Labcam e Ladec), assim como as interfaces viabilizaram a organização de eventos (ex,: articulação do LAHCA, Lamemo e LEDH III SAMA 2018). O desenvolvimento da proposta de doutorado (APCN 2017) ensejou o compromisso de maior articulação entre os laboratórios a partir dos grandes eixos de investigação que regem as duas linhas de pesquisa (ambiente construído e desempenho).

 

Laboratório Cidade Arquitetura e História da Amazônia - LABCAM

O laboratório, desde 2003, tem apoiado o desenvolvimento de estudos, diagnósticos e pesquisas nas escalas urbana, metropolitana/ regional e municipal, em contexto amazônico, dentro das abordagens de planejamento e desenho urbanos.

Atualmente, é coordenado pelo Professor Dr. José Júlio Lima e com a participação da Profa. Dra. Ana Claudia Cardoso, do Prof. Dr. Juliano Ximenes Ponte e dos Professores Dra. Roberta Rodrigues e Dr. Raul da Silva Ventura Neto, sendo estes dois últimos não credenciados no PPGAU.

A produção do laboratório foi divulgada por meio de artigos apresentados em eventos acadêmicos nacionais e internacionais, em capítulos de livros e periódicos nacionais, com produtos mais recentes divulgados no site (www.labcam.org). O laboratório também gerou bolsas de pesquisa de iniciação científica e mestrado dentro do escopo das pesquisas desenvolvidas.

O LABCAM tem como objetivos gerais:
- Desenvolvimento de métodos para o desenvolvimento de pesquisas articuladas que viabilizem leitura ampla e compreensiva de processos contemporâneos de produção e apropriação dos espaços urbanos da Amazônia;
- Construção de base de dados e informações gerais (banco de dados e cartografia atualizada com tecnologia SIG) como forma de subsidiar pesquisas e atividades de extensão. 

 

Laboratório de Desenvolvimento e Análise do Espaço Construído - LADEC

Laboratório de Desenvolvimento e Análise do Espaço Construído (LADEC), localizado no Atelier de Arquitetura e Urbanismo da FAU UFPa, é coordenado pelo Prof. Dr. Irving Montanar Franco, apesar do professor não ser mais credenciado no PPGAU, proporciona espaço para o desenvolvimento de pesquisas de discentes do programa. O LADEC apoia a graduação por meio de bolsas de IC, da atuação dos mestrandos no estágio docente e participação em pesquisa.

Tem por objetivos:

a) Desenvolver e subsidiar práticas de ensino, pesquisa e extensão voltadas à consciência sensorial-ambiental (luminosa, acústica, térmica e higiene), explorando seus rebatimentos na sustentabilidade ambiental e eficiência energética do espaço construído;

b) Contribuir, o quanto for possível, para o processo de certificação de desempenho energético de edificações, inserindo práticas junto as disciplinas de graduação;

c) Ofertar oportunidade de práticas instrumentais por meio do acervo de equipamentos obtido em convênio com a Eletrobrás.

 

O Ladec foi formado em 2006, financiado pelo Programa PROCEL Edifica (Eletrobrás), por meio de linha de apoio à aquisição de equipamentos pelos cursos de graduação em Arquitetura e Urbanismo. Hoje, o laboratório e equipado com sensores analógicos e digitais para mensuração de temperatura, umidade e velocidade do vento, com softwares de simulação de desempenho de carga térmica, mesa d’água, medidores de pressão sonora, dentre outros equipamentos necessários para a pesquisa com calor, luz e vibração sonora.

 

Laboratório de Espaço e Desenvolvimento Humano - LEDH

O Laboratório Espaço e Desenvolvimento Humano (LEDH), coordenado pela Profa. Dra. Ana Klaudia de Almeida Viana Perdigão, vem nos últimos 10 anos agregando interesses de pesquisa com outros grupos da UFPA vinculados às áreas de serviço social e psicologia. Defende-se uma arquitetura definida para além da aparência e que ofereça qualidades para a melhor vivência em espaços de grande permanência humana, o que justifica a construção de objetos de pesquisa delineados pelo ‘uso espacial’, seja o espaço produzido por arquitetos ou não. As atividades de pesquisa e pós-graduação desenvolvidas no laboratório centram-se na natureza do projeto arquitetônico no que se refere ao ensino de graduação, ao processo de produção e à epistemologia como caminho de investigação da prática arquitetônica. As pesquisas, nesta área, têm oferecido resultados importantes para reflexão e para prática projetual, além de disseminar um conhecimento mais comprometido com a cultura ribeirinha e com a identidade da Região Amazônica.

 

O laboratório está localizado no prédio da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA, busca disseminar a abordagem espacial do projeto como condicionadora de explorações teórico-metodológicas no campo da arquitetura. Os objetivos do laboratório são:
- Construir objetos de pesquisa que resultem em formulações teórico-operativas do projeto de arquitetura para espaços de grande permanência humana;
- Refinar instrumental teórico-metodológico em torno das subjetividades no campo da arquitetura para fins projetuais;
- Investigar os vínculos dos usuários com o espaço pelo contexto das representações espaciais para instrumentalização da concepção arquitetônica.

 

 

Pesquisas desenvolvidas: • O PAC Urbanização de Assentamentos Precários em Cidades Amazônicas: proposta metodológica para avaliação da produção e ocupação humana na política habitacional em Belém e Macapá (Chamada MCTI/ CNPq/MCIDADES Nº 11/2012) • Avaliação da produção habitacional e ocupação humana em assentamentos precários na Amazônia: estudo de caso (Edital Universal do CNPq 2017-2020).

 

Laboratório de Historiografia e Cultura Arquitetônica - LAHCA

Laboratório de Historiografia da Arquitetura e Cultura Arquitetônica (LAHCA), coordenado pela Profa. Dra. Celma Chaves Pont Vidal, e participação do Prof. Dr. Fabiano Hombono Andrade da FAU UFPa, este último não credenciado no programa. O LAHCA está localizado em sala do Atelier de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA e foi estruturado a partir da implantação do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo. O laboratório desenvolve estudos em teoria e história urbana e arquitetônica em geral, e da cidade amazônica em particular com participação de discentes de graduação e pós-graduação. No campo da história da arquitetura desenvolve pesquisa sobre a cultura arquitetônica em Belém, especialmente a produção realizada entre as décadas de 1930 a 1970.

O Laboratório objetiva compreender a ressonância das propostas da arquitetura moderna brasileira nos processos da produção arquitetônica local. No campo da história urbana, desenvolve estudos sobre processos de modernização, em Belém, abrangendo o período de 1886 a 1951, em seus níveis urbanístico e arquitetônico, incluindo diversos indicadores que identificam esse processo no espaço da cidade. O Laboratório também desenvolve estudos no âmbito da arquitetura pública, estudando as tipologias dos mercados públicos em Belém e sua inserção urbanística. Os objetivos das pesquisas do laboratório também incluem a produção de novos conhecimentos e a organização e sistematização de material documental para a elaboração de banco de dados sobre as temáticas referidas.

Em 2012, o Laboratório passou a fazer parte da Red Universitária Internacional História, Arquitetura e Cidade que inclui universidades do México (San Miguel Hidalgo e Universidad Michoacán), da Argentina (Universidad Nacional del Litoral - UNL) e do Brasil (UNB, Universidade Federal de Uberlândia, USP) para o desenvolvimento de pesquisas comparadas em história urbana e arquitetônica. Durante o ano de 2017, o laboratório liderou a organização do III SAMA, em parceria com o Lamemo e o LEDH, organizando eventos preparatórios, discussões e contribuindo para o lançamento da revista Amazônia Moderna pela UFT, ocorrido em dezembro de 2017.

Projetos de pesquisa desenvolvidos em 2017:
• A cultura arquitetônica em Belém: transformações entre 1940-1975.
• O mercado público em Belém: estudos de tipologias arquitetônicas e dinâmica histórica, urbanística e sócio-cultural (EDITAL MCT/CNPq /MEC/CAPES N º 07/2011).
• Estudo de processos de modernização em Belém como subsídio para a história urbana (1886- 1951) 

 

 

Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural - LAMEMO

Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural LAMEMO, coordenado pela Profª. Drª Cybelle Salvador Miranda, e membros Prof. Dr. Ronaldo Marques de Carvalho e Prof. Dr. Luis de Jesus O Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural é um Laboratório transdisciplinar de memória e patrimônio, vinculado ao Grupo de Pesquisa Cidade, Aldeia e Patrimônio da UFPA. A partir de janeiro de 2012, desenvolve com o apoio do CNPq a investigação Memória e cidade: itinerários da saúde na Belém colonial e imperial, que conta com a participação de professores do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UFPA e com uma pesquisadora do Instituto de História da Arte da Universidade de Lisboa. Objetiva também a divulgação do patrimônio paraense à comunidade por meio de ações acadêmicas de pesquisa e de extensão, em parceria com Associações, como a Fotoativa e o Fórum Landi, contribuindo para a integração dos discentes de graduação e pós-graduação com atividades voltadas ao conhecimento do patrimônio material e imaterial paraense.

Contribui à memória da arquitetura paraense valorizando temas como a “estilo” Raio-que-o-parta, manifestação local que o Laboratório vem divulgando para a sociedade local e nacional. Conta com um blog e uma página no Facebook, as quais funcionam como veículo de divulgação de ações do LAMEMO e conscientização para a valorização do patrimônio arquitetônico paraense.

O Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural desenvolve atividades de pesquisa e extensão, e já acumula um importante acervo, composto por trabalhos acadêmicos, 2 caixas contendo trabalhos de extensão realizados, 2 caixas de hemeroteca, acervo de 60 livros e 100 periódicos. Destaca-se que este material, que se encontra catalogado, e é essencial para as pesquisas desenvolvidas e para a consulta de orientandos de TCC. Linhas de pesquisa do laboratório:
1.Memória e patrimônio cultural;
2.Arquitetura paraense: história e memória;
3.Estudos morfológicos e métodos projetuais; 
4.Estética aplicada à Arquitetura Projetos de pesquisa desenvolvidos em 2017: 
• Belém dos Ecletismos: Arquitetura na cultura da metrópole amazônica 
• Pedra do Peixe no Ver-O-Peso: Etnografia em um Lugar Simbólico no Centro Histórico da Cidade de Belém do Pará 
• Forros na Arquitetura Hospitalar em Belém e Portugal: O Estuque Decorativo Eclético. 

 

Laboratório de Arquitetura, Conservação, Restauro e Reabilitação Urbana - LACORE

Laboratório de Conservação, Restauração e Reabilitação (LACORE), coordenado pela Profa. Dra. Thais A. Bastos Caminha Sanjad, está localizado no Atelier de Arquitetura e Urbanismo e em vias de se transferir para imóvel do Centro Histórico de Belém, antigo Convento dos Mercedários. O LACORE conta com a participação da Profa. Dra. Flávia Palácios (Museologia/UFPA), professora permanente no programa, e da Profa. Dra. Roseane Norat (FAU/UFPA), não credenciada no PPGAU. Teve sua implantação iniciada em 2006, e foi inaugurado em março de 2011. Desenvolve atividades de investigação científica voltadas à salvaguarda do patrimônio edificado.

Os estudos estão divididos nas seguintes vertentes:
caracterização e diagnóstico das causas de degradação das edificações e seus respectivos materiais; desenvolvimento de técnicas e metodologias restaurativas adaptadas à realidade amazônica;
Resgate do conhecimento das técnicas construtivas tradicionais; reabilitação de monumentos e sítios urbanos;
Memória do patrimônio material da Amazônia.

O laboratório atua nas frentes da pesquisa, extensão universitária e assessoria técnica. Projetos de pesquisa desenvolvidos em 2017 :
• Documentação de ornamentos metálicos dos séculos XIX e XX: as calhas da fábrica Walter McFarlane's nas edificações históricas em Belém (PA). 
• Os materiais das edificações culturais da Amazônia: contribuições da ciência da conservação e da restauração para a sua salvaguarda. Participação: integrante 
• O Baluarte Nossa Senhora das Mercês em Belém/Pará: memória e arquitetura 
• Estudos de conservação dos materiais geológicos utilizados no Patrimônio Cultural, com financiamento da Fapespa. 
• Mineralogia aplicada aos estudos dos materiais e sua conservação na Engenharia Militar da Amazônia, com financiamento de edital Universal do CNPq (2014-2017) 

• Ciência da conservação e da restauração na Amazônia: contribuições para a salvaguarda do cemitério monumental Nossa Senhora da Soledade (EDITAL CT-UNIVERSAL/CNPq N º 14/2011). 

O LACORE é associado ao Laboratório de Caracterização Mineral (LCM), localizado no Instituto de Geociências e coordenado pelo Prof. Dr. Rômulo Angélica, o qual foi docente permanente do PPGAU até 2016. O Laboratório de Caracterização Mineral atua por meio da aplicação de técnicas instrumentais analíticas na caracterização da composição mineralógica e química de diversos produtos cristalinos e amorfos, com interface entre as áreas da geologia, das engenharias e da conservação e restauração de monumentos históricos.

Laboratório de Tecnologia das Construções - LABTEC

Laboratório de Tecnologia das Construções (LABTEC) coordenado pelo Prof. Dr. Márcio Santos Barata, está localizado no Ateliê de Arquitetura e Urbanismo. O LABTEC conta com a participação da Profª Dra. Luciana Cordeiro (Engenharia civil/UFPA), professora permanente no programa, do Prof. Gustavo da Silva Vieira de Melo (Engenharia mecânica/UFPA), professor permanente no programa e pelos Prof. Dionísio Sampaio (Faculdade de Ciências Naturais/ UFPA: Campus Bragança) e Leopoldo Bastos (Engenharia mecânica/UFPA: Campus Tucuruí), ambos não credenciados no programa.

O LABTEC já foi implantado fisicamente na Faculdade de Arquitetura em junho de 2018, mas está na fase de estruturação, com a aquisição de mobiliários, equipamentos e materiais permanentes com o financiamento do edital LABINFRA (Edital PROEG nº 02/2018). O objetivo do laboratório é realizar estudos voltados para o desenvolvimento de materiais, componentes  e sistemas construtivos de maior durabilidade, eficiência energética e conforto ambiental; de inovações tecnológicas no âmbito do ambiente construído, de materiais ecoeficientes, e do aproveitamento de resíduos como insumos de materiais de construção, todos em consonância com as particularidades e realidade da região Amazônica.

O LABTEC atua conjuntamente com o Laboratório de Caracterização Mineral (LCM), localizado no Instituto de Geociências e coordenado pelos Professores Dr. Rômulo Angélica e Simone Paz, no que tange aos trabalhos de minerologia aplicada aos materiais de construção e seu desempenho; e com o LABCAM, através do Prof. Dr. Juliano Ximenes Ponte para pesquisas relacionadas à drenagem urbana.