O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, da Universidade Federal do Pará (PPGAU-UFPA), foi recomendado pela CAPES em 2010, em nível de mestrado acadêmico, na 117ª reunião do Conselho Técnico Científico da Educação Superior – CTC-ES, ocorrida nos dias 28 e 29 de abril de 2010.

As atividades do PPGAU-UFPA iniciaram no dia 15 de setembro de 2010. Trata-se do primeiro Programa de Pós Graduação stricto sensu em Arquitetura e Urbanismo do norte do Brasil, região esta que apresenta uma demanda histórica por qualificação, uma vez que o primeiro curso de graduação em arquitetura é da UFPA e existe desde 1964. Além disso, todos os seus docentes arquitetos e urbanistas titulados em nível de mestrado e/ou doutorado alcançaram a qualificação em outras regiões ou mesmo países, ou localmente em outras áreas de conhecimento.

O PPGAU-UFPA tem uma única Área de Concentração denominada "Análise e concepção do espaço construído na Amazônia" e duas linhas de pesquisa, a saber:

  •  Linha 01: Arquitetura, desenho da cidade e desempenho ambiental;
  •  Linha 02: Tecnologias construtivas, conservação e restauro;

O PPGAU-UFPA tem como missão alterar o quadro atual da região, até então desprovida de capacitação a nível stricto sensu em Arquitetura e Urbanismo, envolvendo a intersecção das Tecnologias com os conhecimentos das Humanidades, por meio de ações coordenadas da Arquitetura e Urbanismo com as Engenharias, Geociências, História e Antropologia, refletidas nas linhas de pesquisa do programa e na composição multidisciplinar do seu quadro docente, na maioria constituído por arquitetos, historiadores, antropólogos, físico, engenheiros e geólogo, doutores em Arquitetura, Arquitetura e Urbanismo, Engenharia Mecânica, Sistemas de Energia, Geociências, História e Antropologia.

O objetivo principal do PPGAU consiste em capacitar o pesquisador para uma compreensão crítica sobre a produção do espaço amazônico construído, por meio de caminhos que abordam tanto o viés da discussão teórico-metodológica, quanto o viés da ciência e tecnologia, nas suas três linhas de pesquisa.